Por falar em propaganda…

Ruas estreitas, entupidas de banners, cartazes, outdoors, e quando a noite cai, essas se convertem em infinitas luzes, painéis piscantes, de LED, uma marca querendo aparecer por cima da outra, essa é a descrição de Hong Kong, e de muitas cidades na China. Toda vez que ando pelas ruas me pego pensando, como uma marca consegue se destacar no meio de tantas? Numa cidade com uma população tão numerosa, não é de se surpreender que ações de marketing e promoções de venda aconteçam por todos os cantos. Existem mídias muito interessantes nas ruas que dificilmente vemos no Brasil.

A verdade é que, por mais que uma marca tenha grande potencial de ser visualizada por diversas pessoas em uma cidade tão grande assim, é que a maioria das pessoas passa correndo, seja nas ruas, no metrô, no porto. A maioria nem vai reparar na sua propaganda devido à poluição visual. Vemos muitas pessoas distribuindo panfletos nas saídas de metrô, por exemplo. Em Hong Kong, como o povo é educado, você não vai ver os flyers pelo chão (e também porque há multa – para os turistas desavisados). Mas é aí que entram as verdadeiras ações de marketing, que vão fazer você realmente consumir e se lembrar de uma marca.

Num desses envolvimentos com ação de marca, estava a americana “Fresh” que possui pelo menos 6 lojas em Hong Kong. Quando passei pela rua, vi um caminhão muito estiloso parado (bem estilo Hongkongnês) e aproveitando o clima natalino, a marca estava convidando pessoas a entrarem no veículo e tentarem a sorte na roleta para concorrer a brindes. Por não ter uma “muvuca” de pessoas fazendo fila naquele instante, resolvi entrar lá para bisbilhotar.

Conheci a marca e acabei ganhando um brinde. Um creme facial clareador (asiáticos adoram uma pele branca). A decoração, a música e até o perfume no interior do caminhão me deram uma sensação muito agradável, e agregaram uma imagem muito positiva para uma marca que eu tinha acabado de conhecer. Além dos brindes a marca também estava distribuindo vale descontos na compra de qualquer produto em suas lojas.

O maior desafio é fazer alguém parar, na movimentada Hong Kong para conhecer um produto novo, ou participar de uma promoção. Dentro das estações de metrô, percebi uma outra comunicação muito curiosa. Há um grande fluxo de pessoas nos metrôs da China, e a maioria não tira os olhos do celular enquanto se movimenta pela estação. Com isso, as propagandas instaladas não têm o mesmo impacto, mas as mobile tem um muito maior. Em meio à multidão, estava eu descendo uma escada concentrada no celular, e uma comunicação me chamou a atenção de imediato. Não era um pop-up. Reparei que em determinado momento “pulou” uma tarja preta e amarela no vão entre o celular que eu estava olhando e minha barriga. A tarja estava no chão, ao final de um degrau e me chamou a atenção de imediato, e por impulso, reparei aonde eu estava pisando. O próximo degrau mudava o padrão de tamanho. Se não fosse essa tarja sinalizando “atenção” eu iria acabar descendo os degraus de uma maneira muito menos elegante 😉

Tenho a sensação de que Hong Kong é um ponto de encontro entre a tecnologia e a necessidade de criar propagandas e estratégias de marketing de impacto para ter uma comunicação eficaz. Sem dúvidas é uma referência para outros países.

Texto original publicado em Dezembro 2013

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s